China prepara-se para enviar tripulação à sua estação espacial

A República Popular da China vai enviar, neste mês de junho, à nova estação espacial chinesa uma tripulação composta por três astronautas. É uma missão de três meses onde estão previstas saídas extraveiculares, manutenção e preparação do equipamento orbital, bem como experiências científicas.

A informação foi divulgada na televisão estatal chinesa pelo representante do programa espacial tripulado, Yang Liwei. O anúncio foi feito depois de a China ter lançado um segundo módulo espacial automatizada com combustível e suprimentos para a estação Tianhe (“Harmonia Celestial”, em português), que irá acoplar ao primeiro em órbita desde 29 de abril.

Continua após a Publicidade

A nova estação espacial é a terceira e a maior lançada pelo programa espacial da China, depois de, em 2011, o país ter enviado um primeiro módulo, o Tiagong 1, e cinco anos depois um segundo módulo (Tiangong 2), uma estação primária, tripulada não permanentemente, que esteve em operação até abril de 2018.

A nova estação, com mais módulos e maior durabilidade, vai receber a primeira tripulação já no mês que vem por meio da cápsula Shenzhou 12.

A tripulação vai partir da base de Jiuquan, no noroeste da China, disse o antigo astronauta Yang à televisão estatal chinesa CCTV.

Yang, que orbitou a Terra em 2003, não falou sobre a identidade dos astronautas ou a data exata de partida e disse que a tripulação foi escolhida entre os dois primeiros grupos de astronautas do programa espacial.

Questionado se mulheres vão integrar a tripulação, Yang disse que não, mas que “futuras missões sim”.

A nave Tianzhou-2, que atracou em Tianhe nesse domingo, transportou 6,8 toneladas de carga, incluindo equipamentos espaciais, alimentos e combustível para a estação.

A agência espacial chinesa planeja um total de 11 lançamentos até o fim do próximo ano, para entregar mais dois módulos, suprimentos e transportar os membros da tripulação.

Pequim não participa da Estação Espacial Internacional, principalmente devido às objeções dos Estados Unidos. Washington desconfia da opacidade do programa chinês e das ligações às Forças Armadas.

A China já enviou 11 astronautas, incluindo duas mulheres, ao espaço, começando com o voo realizado por Yang em outubro de 2003. A primeira astronauta foi Liu Yang, em 2012.

Até agora, todos os astronautas da China são ex-pilotos do Exército de Libertação Popular.

Redação

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do SeuJornal, não significa que foi escrita por um deles, na maioria dos casos, foi apenas editada.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Desative seu Bloqueador de anúncios e ajude nosso site a se manter vivo