Doria promete mais restrições em SP nesta quarta e critica novo ministro da Saúde

Novas medidas restritivas serão anunciadas nesta quarta-feira (17) pelo estado de São Paulo. Foi o que afirmou o governador João Doria nesta manhã, durante a liberação de mais 2 milhões de doses da CoronaVac para o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, na sede do Instituto Butantan. 

As informações são da repórter Bruna Barboza, da Rádio Bandeirantes. Técnicos do próprio governo de São Paulo e profissionais ligados à saúde acreditam que todo o sistema de atendimento no estado pode entrar em colapso até quinta-feira. Doria definiu a situação como dramática e indicou regras mais rígidas no combate à pandemia. 

 “Na coletiva (de 12h45 no Palácio dos Bandeirantes) anunciaremos quais serão as medidas adicionais. Certamente terão que ser adotadas. Estamos diante de um quadro gravíssimo e dramático”, declarou. 

 João Doria também comentou a troca no comando do Ministério da Saúde e criticou as primeiras palavras de Marcelo Queiroga após a indicação para o cargo que era ocupado pelo general Eduardo Pazuello. 

 “Começou mal. Como cardiologista, assume o ministério da Saúde e diz que quem manda é o presidente da presidente da república, que não é médico. É um mau presságio. Mais alguém que prefere fazer vassalagem ao presidente da república, ao invés de atender o que ele aprendeu na faculdade e na prática como cardiologista”, declarou

Com a carga de hoje, o total de vacinas liberadas pelo Butantan ao Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde chega a 22,6 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro.

Fonte: BAND

Redação

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do SeuJornal, não significa que foi escrita por um deles, na maioria dos casos, foi apenas editada.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Desative seu Bloqueador de anúncios e ajude nosso site a se manter vivo