Educação de Capivari capacita professores para ensino remoto “ao vivo”

A Prefeitura de Capivari divulgou que segue investindo na capacitação dos profissionais pensando no melhor aprendizado para os estudantes. Através da Secretaria de Educação, todos os professores da rede municipal terão formação para as aulas online. Atualmente o projeto está em fase de testes, e o treinamento para uso do aplicativo será aplicado nesta semana pelo professor/coordenador de Matemática e Informática da Educação. Os coordenadores das escolas serão capacitados e ficarão encarregados de transmitir a formação aos professores.

A iniciativa faz parte do novo cronograma da Educação Municipal, que visa ampliar o uso de tecnologias. Neste caso o aplicativo é utilizado durante o ensino remoto “ao vivo”, objetivando melhorar ainda mais a qualidade do ensino a distância. A escola José Benedito foi a primeira a receber a capacitação.

A proposta de testes para esta semana é criar um dia de apresentação, onde os professores farão um acolhimento para se conhecer e estreitar laços de amizade entre o professor e os colegas de sala. Será um dia de conscientização sobre o coronavírus e, por fim, uma contação de história.

O aplicativo é de fácil uso, e para acessá-lo basta ter um celular, computador, notebook ou tablet com câmera/Webcam. Para os estudantes que não possuem acesso as tecnologias, estes continuarão com as atividades impressas entregues quinzenalmente nas unidades escolares.

O Secretário da Educação, Rafael Silveira, deu seu depoimento sobre o momento especial.

“Nós estamos orgulhosos deste momento. Diante dos dias tristes e sem cor, a Educação pensou, repensou, parou e escutou. Num pontapé inicial, escutamos a escola Augusto Castanho, que, numa conversa de corredor, propôs, ainda de maneira muito tímida, um projeto. Eram aulas online. Abrimos as portas e de longe já podíamos ver uma luz no fim do túnel. O projeto tomou forma, corpo, sustentabilidade e um toque da característica principal do professor: o amor! E mesmo com todas as dificuldades, não deixou a EJA de fora e atingiu bravamente todos os seus objetivos. A escola Laura Quagliato, por sua vez abraçou o projeto com dedicação e garra e mostrou que todos são capazes de fazê-lo”, relatou.

Através dessas duas escolas, o projeto ganhou corpo e neste mês foi colocado em prática. Com o auxílio do Departamento de T.I. da Prefeitura, que desenvolveu gratuitamente o app, e colaboração de diversos professores, foi possível iniciar a formação.

Redação

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do SeuJornal, não significa que foi escrita por um deles, na maioria dos casos, foi apenas editada.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Desative seu Bloqueador de anúncios e ajude nosso site a se manter vivo