EUA classificam viagens para Alemanha e Dinamarca como de alto risco

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos classificaram a Alemanha e a Dinamarca como destinos de viagens de alto risco devido à nova onda de covid-19 que atinge o continente europeu.

Os mercados de Natal alemães, conhecidos pela iluminação e bancas que atraem multidões, forma cancelados por causa da quarta onda. Munique não vai ter o tradicional mercado de dezembro.

A Dinamarca avalia novas restrições para conter a transmissão do vírus. Em Copenhague, os famosos Jardins de Tivoli abriram a temporada de Natal na sexta-feira (19), mas as autoridades dinamarquesas avaliam novas restrições devido às altas taxas de incidência da covid-19.

Os destinos que se enquadram na categoria Covid-19 Muito Elevado correspondem ao Nível 4 dos Centros de Controle de Doenças (CCD). Um dos indicadores é o registro de mais de 500 casos por 100 mil habitantes nos últimos 28 dias.

A autoridade de saúde norte-americana recomenda que as pessoas evitem viajar para locais designados com esse aviso de “Nível 4”.

Dinamarca e Alemanha passaram a figurar na lista de destinos com nível 4 nessa segunda-feira (22).

O número médio de novas infecções relatadas na Alemanha atinge um novo recorde com mais de 49,4 mil casos, diariamente.

A vacinação completa deverá ser um requisito para quem não puder adiar viagens para esses locais.

De acordo com o CCD, ao passarem para a categoria de Covid-19 Muito Elevado, estes dois países juntam-se a Áustria, Bélgica, Costa Rica, República Checa, Holanda, Singapura, Turquia. O Reino Unido mantém-se no nível 4 desde 19 de julho.

Ao todo, a autoridade de saúde norte-americana identifica cerca de 75 destinos a evitar devido ao aumento de casos.

Redação

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do SeuJornal, não significa que foi escrita por um deles, na maioria dos casos, foi apenas editada.
Botão Voltar ao topo