Falta medicamentos de alto custo (SUS) na Região Metropolitana de Piracicaba

O deputado estadual Carlos Cezar (PL) encaminhou ofício à Secretaria de Estado da Saúde com questionamentos sobre a falta, na rede de Farmácias de Alto Custo, de medicamento de uso contínuo destinado a pacientes com insuficiência cardíaca crônica sintomática na RMP (Região Metropolitana de Piracicaba). O parlamentar cobrou providências por parte do órgão.

Segundo o parlamentar, o desabastecimento dos estoques tem se repetido com frequência em diferentes regiões do Estado de São Paulo e afetado também cidadãos com outras comorbidades. Conforme os relatos de pacientes levados ao deputado, na farmácia de alto custo de Rio Claro, que faz parte da DRS-10 (Departamento Regional de Saúde) de Piracicaba, não têm fornecido o medicamento de uso contínuo Entresto.

A Secretaria de Saúde do Estado foi questionada sobre a denúncia na semana passada, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno.

Redação

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do SeuJornal, não significa que foi escrita por um deles, na maioria dos casos, foi apenas editada.
Botão Voltar ao topo