Homem é preso em flagrante por tentativa de feminicídio em Capivari


Uma mulher de 23 anos foi esfaqueada pelo ex-marido, de 52, nesta sexta-feira (23), em Capivari.

Continua após a Publicidade

O agressor também fez outra vítima, a amiga de sua ex-companheira que ao tentar defendê-la, levou uma facada na perna.


Conforme informações, na madrugada desta sexta-feira, a Policia Militar foi acionada para atender a ocorrência de tentativa de feminicídio no bairro Moreto e, quando chegaram ao local, se depararam com o agressor machucado, sua ex-companheira com ferimentos de arma branca, aparentando gravidade, bem como a amiga dela, também com ferimentos realizado por faca.


Segundo uma das vítimas, elas estavam em uma lanchonete do bairro aguardando um lanche, momento em que o ex-companheiro da amiga chegou no local dizendo que queria retomar o relacionamento, no entanto recebeu uma resposta negativa da mulher. Devido a isso, o homem tirou uma faca de dentro de suas vestes e foi pra cima da ex-companheira, golpeando.


A amiga ao tentar defendê-la, levou um golpe de faca em sua perna.
Ainda de acordo com a PM, o homem tentou ferir outras pessoas que ali estavam, no entanto acabou sendo espancado pelos populares. As vítimas e o autor foram socorridos para o Pronto Socorro Local.


O caso foi apresentado pela Policia Militar na Delegacia de Defesa da Mulher de Capivari, onde a delegada titular, Drª Maria Luísa Dalla Bernardina Rigolin, realizou o AUTO DE PRISÃO EM FLAGRANTE
e representou pela prisão preventiva do indivíduo.


Segundo boletim médico, a mulher não corre risco de vida, mas irá passar por procedimento cirúrgico devido aos ferimentos no pé. A outra vítima – amiga- foi socorrida e já liberada.


Devido aos ferimentos, o autor foi transferido para o Hospital de Fornecedores de Cana de Piracicaba.


FEMINICÍDIO NO BRASIL – 2020
Brasil teve 1.890 homicídios dolosos de mulheres no primeiro semestre de 2020 (uma alta de 2% em relação ao mesmo período de 2019);

Do total, 631 foram feminicídios, número maior que o registrado no primeiro semestre do ano passado;


14 estados tiveram alta no número de homicídios de mulheres;
11 estados contabilizaram mais vítimas de feminicídios de um ano para o outro;


Rondônia é o estado com a maior alta (255%) e o maior índice de homicídios de mulheres: 4,4 a cada 100 mil;
Acre é o estado com a maior alta (167%) e a maior taxa de feminicídios: 1,8 a cada 100 mil;


O país teve 119.546 casos de lesão corporal dolosa em decorrência de violência doméstica (11% a menos que no primeiro semestre de 2019);
O Pará tem a maior alta de casos de lesão corporal (46%) e o Mato Grosso, a maior taxa (259 a cada 100 mil);


Fonte: G1 – GLOBO
Fórum de Segurança Pública

Botão Voltar ao topo