Seja bem-vindo
Capivari,29/05/2024

  • A +
  • A -

Pagamento de dívidas do RS poderá ser suspenso 36 meses

agenciabrasil.ebc.com.br
Pagamento de dívidas do RS poderá ser suspenso 36 meses












O pagamento da dívida do Rio Grande do Sul poderá ser suspenso por 36 meses por causa do estado de calamidade pública, provocado pelas chuvas e enchentes que já duram duas semanas.

A medida foi apresentada, nesta segunda-feira (13), pelo governo federal ao governador Eduardo Leite, mas ainda precisa da aprovação do Congresso Nacional.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que a iniciativa foi alinhada com Eduardo Leite e que a lei, se aprovada pelos parlamentares, pode liberar ao estado mais recursos para a reconstrução.

Eduardo Leite agradeceu o apoio, reconheceu o esforço do governo federal e classificou a medida como “um passo importante”. Mas, lembrou que Rio Grande do Sul, ao longo da sua história, se endividou e chegou a uma situação muito complica mesmo para situações normais: o débito com a União chega a R$ 100 bilhões. E frente ao estado de calamidade pública, o governador cobrou o perdão da dívida riograndense.



O presidente Lula, por sua vez, destacou a importância da presença de outros poderes e órgãos na apresentação da medida de apoio ao estado gaúcho.



Durante a apresentação da nova medida, o ministro Haddad ainda lembrou dos recursos anunciados na semana passada para o Rio Grande do Sul.



Segundo ele, R$ 5 bilhões dos ministérios envolvidos na reconstrução do Rio Grande do Sul, como Defesa, Transporte, Saúde e do Trabalho. E linhas de crédito bancário abaixo dos juros do mercado, que podem chegar a R$ 50 bilhões.



E o governador gaúcho cobrou ainda a construção conjunta de medidas de proteção ao emprego e à renda dos trabalhadores do estado.







COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.