Polícia procura mulher acusada de tossir de propósito em bebê

A polícia de San Jose, na Califórnia, procura uma mulher acusada de tossir de propósito em um bebê de 1 ano após discutir com a mãe da criança em uma lanchonete, informou em comunicado divulgado nesta terça-feira (23).

Continua após a Publicidade

O caso ocorreu no dia 12 de junho enquanto as duas mulheres estavam em uma fila na lanchonete Yogurtland. A investigação preliminar da polícia revelou que a mulher suspeita se irritou porque a mãe do bebê não mantinha o distanciamento social adequado. Por isso, ela removeu a máscara facial, se aproximou do rosto do bebê e tossiu “de duas a três vezes”. Após o ocorrido ela saiu da loja sem ser identificada.

Em entrevista à rede de TV americana ABC News, a mãe da criança disse acreditar que o incidente tenha motivação racial.

“Acredito que essa mulher possa ser racista porque a família que estava a sua frente é branca. Eu e minha avó somos hispânicos e ela começou a falar do distanciamento e a assediar a mim e ao meu filho quando comecei a falar espanhol com a minha avó”, disse Mireya Mora , a mãe do menino de 1 ano de idade que recebeu a tossida.

Mora disse que seu filho teve uma febre leve após o caso, mas que está bem e ela está confiante que ele não contraiu o novo coronavírus.

A suspeita procurada pela polícia foi descrita como uma mulher branca, na faixa dos 60 anos, de porte médio que vestia uma bandana cinza, óculos, camisa de manga comprida com linhas verticais cinza, calça social branca e tênis estampados.

Informações são do G1

Redação

Sobre o autor : Esta notícia foi publicada por um dos redatores do SeuJornal,não significa que foi escrita por um deles, na maioria dos casos, foi apenas editada.
Botão Voltar ao topo