Projeto Cãoterapia tem início em Capivari

Na segunda-feira, dia 10, na Associação Santa Rita de Cássia, teve início a Cãoterapia, parceria entre a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida e a Secretaria de Segurança Pública. O projeto busca atender crianças com deficiência e entidades sociais do município. A Secretária Manuela Maschietto Gonçalves Albini, dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, e o Secretário de Segurança Pública, Mauro Júnior, estiveram acompanhando de perto o início do projeto.

A cadela Pantera, uma labradora da Guarda Civil, é quem faz a interação com esse público. Pantera foi treinada para trabalhar com crianças, pois não apresenta comportamento agressivo, tido como fundamental, pois um cão que oferece risco de morder não pode ser usado para esse tipo de interação.

Continua após a Publicidade

“Nem todo animal nasceu para ser um terapeuta. Ele precisa ser tranquilo, ter uma personalidade que as pessoas possam abraçar, beijar e apertar, sem que reaja. Os animais mais comuns são os cães e cavalos, que, no geral, tem um temperamento mais dócil. Mas gatos, jabutis, peixes, coelhos e aves também podem e são usados nesse tipo de projeto. Até mesmo botos, cobras e aranhas”, explicou a secretária Manuela.

Estudos apontam que a Cãoterapia pode acelerar em até 52% o tratamento de crianças com algum tipo de doença.

Redação

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do SeuJornal, não significa que foi escrita por um deles, na maioria dos casos, foi apenas editada.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Desative seu Bloqueador de anúncios e ajude nosso site a se manter vivo